Grand Prix de Dusseldorf


Eric Takabatake disputou nesta sexta-feira (20) o Grand Prix de Dusseldorf, primeira competição do Circuito Mundial de Judô em 2015. O judoca da Seleção Brasileira lutou bastante, mas acabou eliminado nas oitavas de final diante do japonês Naohisa Takato, campeão mundial em 2013.

Eric começou sua participação em Dusseldorf com uma vitória tranquila por ippon diante do etíope Yared Dechassa, com 3 minutos e 35 segundos de luta.

Pouco depois, Eric voltou ao tatame para enfrentar uma pedreira já esperada após o sorteio realizado na quinta-feira, o japonês Naohisa Takato, campeão mundial em 2013 e atual número 5 do ranking mundial da categoria ligeiro (até 60 kg).

Mesmo fazendo uma luta dura no início, o brasileiro acabou levando um ippon com 2 minutos e 14 segundos de luta e terminou sua participação em Dusseldorf. “Ele é um cara muito duro de enfrentar, e eu não consegui impor minha pegada, o que acabou me dificultando nessa luta”, explica o brasileiro.

Outro brasileiro da categoria, Phelipe Pelim foi um dos destaques do dia ao conquistar a medalha de bronze após passar pela repescagem. “Fico muito feliz pelo Pelim, somos grandes amigos. Ele lutou muito e mereceu a medalha!”, afirma Eric. O ouro ficou com o japonês Toru Shishime. O Brasil também levou um ouro no primeiro dia, com Rafaela Silva no feminino até 57 kg. As competições de outras categorias continuam no fim de semana.

A seleção permanece na Alemanha até o dia 26 de fevereiro realizando o Treinamento de Campo na própria cidade de Dusseldorf. Em seguida, a equipe feminina, com exceção de Érika Miranda, Rafaela Silva e Sarah Menezes, disputará o Aberto de Praga, enquanto os homens vão para a Polônia, para o Aberto de Varsóvia, retornando ao Brasil apenas no dia 2 de março.


20 de fevereiro de 2015